Total de visualizações de página

Translate

Curta a nossa página/notícias

''

Diario Oficial do Pará

http:

Jardim do Seridó - Rio Grande do Norte

'

Seduc Pará

Laerte e Jean Wyllys participam de ato contra Feliciano em SP

outubro 17, 2020

70 anos da TV brasileira

 

A televisão no Brasil teve seu inicio comercialmente em 18 de setembro de 1950, quando foi inaugurada a TV Tupi em São Paulo, e desde então o crescimento foi avançando.

 

Os 70 anos da TV brasileira trás muitas reflexões: foi através de um programa televisivo que aprendi um pouco sobre a vida e sobre mim.

Eu acompanhei durante muito tempo a dupla Sandy e Junior; os vi começar a carreira quando crianças e se tornarem adolescentes, jovens, adultos e até o momento em que Sandy se casou. É interessante que enquanto eles cresciam, eu envelhecia.

Através da televisão é que descobri que a história sobre a guerra do Vietnã não era como apresentavam nos filmes, onde os soldados americanos sempre venciam as batalhas. Na verdade, através de documentários no Globo Repórter, constatei que o exército americano foi expulso daquele país pelos vietnamitas.

Quando eu era ainda criança ouvi os gritos de euforia das pessoas pelo tri do Brasil na Itália em 1970, e a decepção em 74. O choro em 1978 e a frustração em 1982. O êxtase em 1994, nos Estados Unidos, e para não se prolongar muito na reflexão, o dia que não nunca será esquecido: os 7X1 para a Alemanha em 2014.

Os programas de TV apresentaram a face nua e crua de um país em desenvolvimento. No qual, contemplei ainda garoto, um repórter, Honório Dantas, sendo agredido por um General Chamado Newton Cruz, fato ocorrido em 1983.

Vez por outra, contemplamos histórias semelhantes, fatos e evidências de momentos e falas que aparentam ser algo novo, mas que na verdade, são repetições de situações que não deveriam ter acontecido no passado, mas que nunca foram tomadas como exemplo.

A Televisão mostrou a Guerra do Iran/Iraque em 1980 que se estendeu até 1988. Em 02 de Abril de 1982, vi os noticiários do inicio da Guerra das Malvinas e a derrota dos argentinos diante do exército britânico. Bósnia, Chechênia, enfim, o mundo em guerra. O que dizer dos atentados de 11 de setembro de 2001. As Torres Gêmeas do World Trade Center desmoronaram diante das câmeras de Televisão de todo o mundo. A morte de Saddam Russein, Bin Laden e outros tantos.

A Televisão brasileira nesses 70 anos atuou de forma coerente informando, orientando e mostrando aquilo que muitas vezes está encoberto por falcatruas e desmandos impregnados na política.

Por outro lado, assisti muitas novelas com suas tramas voltadas ao sarcástico ou trazendo à tona problemas sociais como uma forma de esclarecimento. Apesar das críticas da maioria conservadora.

Lembro-me da primeira televisão que minha mãe comprou, era preto e branco. Um dia cheguei à casa de um tio e me espantei com aquelas cores, nunca antes tinha assistido em TV colorida. A exemplo disso, o povo brasileiro precisa de um novo colorido para o futuro. Novas perspectivas, sonhos e objetivos. Oportunidades de trabalho, qualidade de vida e novos horizontes. Os programas de televisão apresentados no passado mostram a nova geração que: o Brasil viveu altos e baixos, caindo e levantando, mas continuou avançando até o ano de 2020.

Porém, precisamos tomar como exemplo os fracassos e dificuldades vividas; para que não venhamos a errar novamente; cometer os mesmos erros é girar em círculos. Um círculo vicioso que nos faz estagnar no tempo. Que nossos olhos estejam bem abertos, tanto ao que acontece em nosso país quanto a nossa vida pessoal.